RioLisboa

Sinopse

RioLisboa CANTAM REVOLUÇÃO

Neste novo trabalho, CANTAM REVOLUÇÃO, RioLisboa escreve sobre a temática da comemoração da Liberdade e do contexto da Revolução de Abril, após os 50 anos do seu acontecimento.

O mentor do grupo, Bruno Fonseca, sentiu que esta identificação faria todo o sentido, dada a importância da data assinalada. Este caminho fez também sentido pela afinadade pessoal e familiar de alguns dos membros do grupo, nomeadamente da vocalista Luanda Cozetti, filha do carismático Alípio de Freitas.
 
O grupo explora, a par da comemoração do 25 de Abril, a inquietude germinada numa nova geração, os filhos de Abril. O CANTAM REVOLUÇÃO é na realidade um grito das novas gerações perante os acontecimentos no mundo.
 
Nas comemorações do 50º aniversário, num período da história em que faz tanto sentido olhar para o lado humanista da sociedade, podemos abraçar os nossos irmãos que falam a nossa língua e acompanham de braços dados os valores da Revolução. Zeca e Ary deste lado e Chico e Caetano do outro lado do oceano expressaram como “Tanto mar” de emoções nos unem. O amor como uma proximidade de ideais, o amor como mudança e regresso ao valor mais essencial da humanidade.
 
RioLisboa CANTAM REVOLUÇÃO
 
 
FICHA TÉCNICA - Estúdio
 
Bruno Fonseca: produção, direcção musical, guitarra clássica e portuguesa, gravação e design

Luanda Cozetti / Cassandra Cunha: cantoras convidadas

Carlos Menezes: contrabaixo

Marcos Alves: percussão, piano acústico e rhodes

Bruno Chaveiro: guitarra portuguesa (músico convidado)
Tiago Machado: piano acústico (músico convidado)
Denys Stetsenko: violino (músico convidado)­
Sandra Martins: violoncelo (músico convidado)­
André Mota, Francisco Fonseca, Luanda Cozetti e Cassandra Cunha: coros (convidados)
 
Gravado entre Outubro e Dezembro de 2023
Edu Miranda: mistura e masterização
 
 
Apoio: Fundo Cultural da SPA - Sociedade Portuguesa de Autores